Total de visualizações de página

domingo, 20 de fevereiro de 2011

TEXTO JORNALÍSTICO (modelo)

FONTE: G1    DATA: 20/02/2011 

 

(REPORTAGEM QUE DEVERÁ ESTAR IMPRESSA OU RECORTADA DA REVISTA OU JORNAL E COLADA NO CADERNO):


Homem mata filha, fere outra e se suicida em PE, diz secretaria

Pai manteve as filhas reféns em casa na noite deste sábado.
Segundo o governo, polícia invadiu o local após ouvir disparos.

Do G1, em São Paulo
Um homem, de 57 anos, que fez a própria família refém neste sábado (19), matou uma das filhas, atirou em outra e se suicidou no bairro da Encruzilhada, no Recife, segundo informações da Secretaria de Defesa Social.

Por volta das 21h40, o suspeito se recusava a deixar o local. Pouco depois, de acordo com a secretaria, após ouvir tiros dentro da casa, a polícia invadiu a residência e encontrou o homem e  uma das filhas, de 35 anos, já baleados.

A filha mais nova, de 28 anos, conseguiu deixar a casa por volta das 19h. Ela foi ferida na perna e no braço e passou por cirurgia.

De acordo com o capitão da PM Marcelo Mascarenhas, por volta das 18h50 deste sábado, vizinhos ligaram para a polícia e informaram terem ouvido disparos de armas de fogo vindos da residência.

A PM chegou ao local por volta das 19h e encontrou uma das filhas, de 28 anos, do lado de fora da casa. De acordo com Mascarenhas, a jovem disse que conseguiu fugir de casa, mas que o pai teria disparado também na mãe e na irmã. A Secretaria, no entanto, não confirmou que a mãe também estivesse na residência.

RESUMO: deverá ter, no mínimo, 6 linhas. (escrever no caderno)

Um homem de 57 anos, fez as duas filhas reféns na noite de sábado.
Segundo a polícia, os vizinhos ouviram disparos vindos da residência das vítimas e avisaram a polícia.
Quando chegaram ao local, os policiais tentaram contato com o suspeito, mas ouviram tiros.
Encontraram o corpo do homem (pai) e de uma das filhas. Ele a matou e depois se suicidou.
A outra filha deixou a casa e está hospitalizada. Ela levou tiro nas pernas e braços. A filha sobrevivente disse que o pai teria também atirado na mãe, mas por enquanto a secretaria não tem confirmação a respeito disso.

OPINIÃO: deverá ter, no mínimo, 5 linhas (escrever no caderno)

Na minha opinião, casos como este vêm acontecendo com tanta frequência que as autoridades deveriam procurar meios para poupar mais vidas.
Todos os dias os notíciários estão recheados de violência  e a população vive em meio a um caos sem volta.
É preciso que as pessoas se conscientizem e aprendam a viver mais como irmãos.
Só assim viveremos num mundo de pessoas iguais quem não têm medo do futuro e que lutam por um amanhã de esperanças renovadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário